Pesquisar este blog

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Garoto encontra Garota (parte final)

Ola amigas e amigos 

Depois de um tempão sem escrever, eu voltei, sabem, este mês de agosto foi bem puxado, me vi sozinha pra fazer muitas coisas, e não tinha mais tempo para escrever...
Mas aqui estou eu de volta, quero terminar nossa história de Garoto encontra Garota, e pretendo terminar logo para que se acontecer alguma coisa e eu demorar em escrever de novo, vcs não vão ficar sem o fim da estória.
Acompanhe as outras postagens anteriores para entender melhor a continuação da estória
                                                Um funeral pela manhã
                             
Rich estava cavando um buraco no jardim da casa de Christy naquela noite para enterrar uma caixa que continha todas as cartas que eles haviam escrito um para o outro. Ela tinha mais de cem páginas manuscritas dentro. 
Seus sentimentos por Christy haviam mudado? Nem um pouco. Mas ele compreendeu que não podia ser guiado apenas por seus sentimentos. Tinha que agir da melhor forma. Não podia fazer o que parecia certo; tinha que fazer o que era o certo. Mesmo sabendo que iria doer, tinha certeza que o melhor a fazer pela garota que amava era sair da sua vida e terminar o relacionamento que estava distraindo os dois de servir a Deus e obedecer aos pais dela.
Foram necessárias duas horas de escavação para que Rich terminasse o buraco. Ele o fez com sessenta centímetros de largura, noventa centímetros de comprimento e quarenta e cinco centímetros de profundidade, para que ficasse abaixo da linha de congelamento do solo no inverno. Pegou a caixa com as cartas e a colocou gentilmente no fundo. Ele a tinha envolvido com várias camadas de plástico. Rich queria que suas esperanças ficassem no solo por um longo tempo... talvez para sempre.
Para aquele garoto de dezoito anos, este momento foi o enterro de seus sonhos. Ele estava submetendo seus sentimentos e anseios a Deus. Contemplou a caixa uma última vez, olhou para a casa silenciosa, e então empurrou a terra de volta para o buraco e pisou nela até que ficasse firme. Se o Senhor quiser desenterrar isso algum dia, eu sei que tu podes, ele disse a Deus. Mas se não quiser, é ali que ela  ficará.
Ele cobriu o lugar com grama e foi embora em silêncio.




                                  A Pipa e a Corda
                           
Eu não quero que vc tenha uma idéia errada sobre a história de Rich e Christy. Combinar o romance com a sabedoria não necessariamente significa que vc irá conseguir  exatamente o oposto do que vc quer. Significa que vc aprendera fazer o que é o melhor. Sabedoria é simplesmente ter uma compreensão mais completa da situação. é o "Oh, entendi!" , que significa que compreendemos como uma coisa se relaciona com outra... e que estamos dispostos a mudar nossas atitudes e comportamento de acordo.
Eu gosto de pensar que o relacionamento entre a sabedoria e o romance é como o de uma corda com a pipa. O amor romântico é como a pipa, que pega o vento e sobe decididamente para o céu; a sabedoria é a corda que a traz para baixo, segurando-a. A tensão é real, mas benéfica.
Eu creio que há momentos em que a pipa se sente restringida pela corda. "Se essa corda chata me soltasse, eu poderia voar bem alto", a pipa talvez pense. Mas não é verdade, certo? Sem a corda para segurá-la na direção certa do vento, a pipa rapidamente voltaria ao chão.
Da mesma forma, o romance sem a sabedoria logo afunda. Ele se torna egoísta, indulgente e até mesmo idólatra. Vc já esteve numa relação dessas? Já testemunhou um relacionamento assim na vida de um amigo?  O que estava faltando nele? A resposta é: S A B E D O R I A 
Não é o suficiente apenas ter sentimentos românticos. 
Qualquer um que sente isso! 
Um romance sabedoria logo afunda. Ele se torna egoísta, indulgente e até mesmo idólatra. Vc já esteve numa relação dessas? Já testemunhou um relacionamento assim na vida de um amigo?  .duradouro precisa de uma sabedoria prática, sensata, que sabe quando deixar o vento dos sentimentos nos levar mais alto e quando nos trazer mais para perto do chão. Quando expressar nossas emoções e quando guardá-las conosco. Quando abrir nosso coração e quando mantê-lo quieto.

                                  









                                 

                              O Resto da História
Deixe-me terminar a conclusão da história de Rich e Christy. Um mês depois de Rich enterrar suas cartas de amor, tanto ele quanto Christy deixaram suas casas para irem para a faculdade, e, locais diferentes do país. Eles não se despediram. Não escrevera ou ligaram um para o outro. Como suas faculdades tinham calendários diferentes, eles não se viram ao longo do ano. Foram tempos difíceis. O amor que sentiam um pelo outro não havia desaparecido.
Um ano e meio depois de eles terem se separado, Christy ligou para a sua mãe e lhe disse que ainda estava lutando com seus sentimentos por Rich. Quando seu pai descobriu, perguntou se ela sabia como Rich estava. "Como eu poderia saber?", Christy respondeu, com a voz sumindo. "Não falei mais com ele desde que terminamos."
Seu pai estava impressionado. Rich tinha mantido sua palavra e ficado sem falar com Christy. Mike decidiu intervir maus uma vez. poucos meses depois, quando Rich estava de férias, Mike ligou para ele e pediu que passasse em seu escritório.
"Eu não tinha idéia de porque ele estava me chamando", Rich diz. "Eu pensei que estivesse encrencado, mas também n]ao tinha idéia do que tinha feito."
Mas Rich não estava encrencado. Mike queria se encontrar com ele para agradecer por ter mantido a sua palavra. Ele também queria lhe dizer que sentia que já era tempo apropriado para Rich e Christy começarem uma corte.
Rich ficou estupefato. Disse a Mike que precisava de tempo para orar a respeito. "Bem, na próxima semana eu tenho que ir a Richmond", Mike lhe disse. "Por que vc não me leva, e então nós conversamos mais sobre isso?"
Rich orou muito naquela semana sobre começar um relacionamento com Christy novamente. Mas á medida que buscava a Deus, sentia que Ele estava dizendo que ainda não era a hora certa para a corte. "Eu ainda não estava pronto para me casar. Ainda estava tentando descobrir o que iria fazer da vida. Parecia que Deus estava me dizendo: "Você se comprometeu com estes princípios, e então deve permanecer neles, mesmo se o pai dela lhe der autorização para recomeçar o relacionamento."
Quando Rich compartilhou isso com o pai de Christy, Mike não podia se sentir mais surpreso e feliz. Era como se os seus papéis tivessem se invertido desde aquela primeira conversa sobre a sabedoria e o romance. Desta vez, era o jovem que estava compartilhando o que Deus lhe havia ensinado sobre esperar a hora certa.

                               Uma maça para Christy
Rich e Christy não iniciaram a corte naquela época, mas começaram a conversar novamente e a retomar a amizade. Um ano depois, com Christy ainda na faculdade, eles começaram uma corte á distância. Tudo era muio diferente desta vez. O relacionamento era tão romântico quanto o anterior, mas agora tinha propósito e direção. Eles tinham a benção de seus pais. A cada dia, sua confiança em relação ao casamento crrescia.
Durante todo esse tempo a caixa cheia de cartas ficou enterrada. Rich nunca contou a Christy que ela estava no jardim de sua casa. Ela pensava que as cartas tinham sido queimadas. No natal anterior á sua formatura, descobriu que estava errada. Na manhã de natal, Rich estava na casa dos Farris. "Este presente é para vc", ele disse, entregando a Christy uma pequena caixa. Ela abriu e descobriu um recibo de compra de uma macieira.    
"Eu comprei uma árvore para vc". Rich disse para ela.
"Oh", Christy disse, tentando parecer animada.
Sua família, que já sabia da surpresa, mal podia se conter.
"Por que vc não a planta em nosso jardim?" , seu pai sugeriu.
"Agora?", Christy perguntou.
"Claro!", Rich disse. "Vamos lá, " Ele pegou o braço dela e puxou para fora, onde a árvore e uma pá estavam esperando.
"Onde vamos plantá-la?", Christy perguntou enquanto desciam em direção á calçada.
"Este lugar está bom", Rich disse, apontando para o chão.
Ele sorriu para Christy, e então ergueu sua pá e acertou o chão.

                                      Mais uma carta
Eu não lhe contei que Rich havia deixado mais uma coisa naquela caixa antes de enterrá-la. Quando ele a embrulhou cuidadosamente, anos antes, colocou uma noa carta em cima de todas as outras. Era uma carta que Christy nunca havia lido. Nela, Rich a pedia em casamento.
Então, na manhã de natal, mais de quatro anos depois de ser enterrada, a caixa cheia de preciosas cartas foi desenterrada e aberta. E, quatro anos depois de ser escrita, Christy estava lendo a proposta de casamento de Rich.

Hoje, Rich e Christy têm uma linda história porque estavam dispostos a ser guiados pela sabedoria. Todos possuem sentimentos apaixonados, mas somente aqueles que buscam o propósito e tempo de Deus conhecem a verdadeira alegria do mais completo amor romântico.
Pergunte a Rich Shipe. No mesmo lugar onde enterrou suas esperanças, ele as viu renascer. No mesmo lugar em que se ajoelhou no funeral de seus sonhos, ele se curvou novamente para pedir Christy Farris em casamento. E quando ele tirou o anel de noivado de seu bolso, ouviu a resposta dela; "SIM!"

Uma pequena nota minha:
Aprendam a ter paciência, aprendam a ter sabedoria, aprendam a ter fé em Deus!!!
Nada, absolutamente NADA do que existe neste mundo será levado para o outro lado, aprenda a ter todas as suas esperanças em Deus... Ele sabe do que vc precisa, do que eu preciso, do que todos precisamos, então não TENHA PRESSA!!!
Mesmo que vc já tenha quase 30 anos, e more com sua mãe, rsrsrrs
Deus dá um jeito em tudo, CONFIE :)

Até a próxima meus queridos e queridas amigas

Carine